3º dia. Corumbá a Sao José dos Chiquitos (Bolívia) 380 km

Na noite anterior estava acontecendo em Corumbá um grande festival. Muita gente na rua, barraquinhas, um grande palco onde aconteceria mais tarde um show do Roupa Nova, muitas comidas típicas, tudo a beira do belíssimo porto de Corumbá. Encostamos, e comemos um prato local com peixe. Fomos embora pensando somente em entrar na Bolívia

Ja era de manha e enquanto nos preparávamos para seguir pra fronteira, recebemos a  visita de uma figura que se tornou folclórica entre motociclistas: Beto Corumbá. Beto também é motocilista e ajuda muitos outros motociclistas de todo Brasil nos processos aduaneiros e a entrar na Bolívia. Beto diz que esse pesoal que ele ajuda depois lhe mandam fotos e vídeos de vários lugares da América do Sul. Ele diz que ja conhece tudo por meio dessas fotos e agora já está programando sua viagem. Ele nos ajudou com todo o processo e após troca de óleo na moto do Bonotto entramos finalmente na Bolívia. O que deveria ser um enorme prazer de um grande sonho, tornousse nos primeiros quilometros num verdadeiro inferno. A temperatura neste trecho era de aproximadamente 43ºC. O ar que vinha do asfalto parecia nos cozinhar. Senti um enorme mal estar e logo depois de rodar apenas 40 km dentro da Bolívia vejo o Bonotto descer sua moto do asfalto rumo a sombra de uma árvore, desliga-la e comecar atirar os equipamentos. Sua expressao facial me deixou assustado. Estava passando mal por conta do calor  e comecou a sentir-se tonto e ter um terrivel mal estar.Neste momento o termometro em cima do alforje marcava os absurdos 48ºC e acertadamente ele parou e deitou. Ficamos ali um tempo ja que eu também nao me sentia bem, ainda conseguia pilotar com seguranca, mas sentia um grande mal estar e muito enjoo. O sol parecia nos fritar.

Após descansar um pouco, resolvemos seguir viagem sempre despejando água sobre a roupa que com o vento refrescava um pouco mais. Rodamos novamente até  encontramos um pequeno barzinho a beira estrada onde foi possível beber refrigerante e praticamente tomar um banho de balde, despejando água em cima da cabeca e sentindo que ela descia até as botas. Um verdadeiro oasis naquela hora, era preciso esfriar o corpo.

Ja ao fim da tarde nos deparamos com uma visao impressionante. Uns 20 quilometros antes de onde ficariamos, um enorme paredao de rocha, gigante, se desenhou a nossa frente no fundo de um horizonte espetacular assim  que saímos de uma curva. Algo surreal e fantástico! Valeu o dia aquela vista. Aos poucos o sol foi baixando se tornando uma simétrica bola de fogo, gerando um por de sol de cinema. Era como se o astro rei quisesse nos recompensar pelos transtornos causados pela sua presenca ao longo do dia. Está perdoado porque será um fim de tarde pra nunca ser esquecido. O sol baixando por entre as enormes montanhas com uma estrada a nossa frente. Fizemos as pazes com o sol.

This entry was posted in Diário de Bordo. Bookmark the permalink.

83 Responses to 3º dia. Corumbá a Sao José dos Chiquitos (Bolívia) 380 km

  1. Syble Gavan says:

    Hi ! I just wanted to ask if you ever have any issues with hackers ? My last blog (wordpress) was hacked and I ended up losing many months of hard work due to no backup Do you have any methods to stop hackers ?

  2. Ophelia says:

    Hi there to everу one, it’s genuinely a pleasant for me to go to see this website, it contains precious Information.

  3. JosephMa says:

    buypillsonlineuk.com: Research shows that up to 77 percent of the Viagra sold online is fake, and that fewer than one percent of online pharmacies can be trusted.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>