15º dia. Atico a Arica (Chile). 680 km

Logo que saímos de Atico ganhamos uma companhia agradável: O Pacífico. Por longos quilometros a Panamericana segue rente ao oceano pacífico gerando imagens inesquecíveis. Muitas vezes passamos por sobre os costoes bem ao lado da estrada olhando lindas praias por cima. Praias desertas e paradisíacas. Numa destas praias havia um grande bando de pássaros de dois tipos diferentes (nao somos biólogos) que quase cobriam toda a areia. Fizemos belas imagens alí, e na saída, na tentatia de subir um barranco que levava a estrada, atolei a moto num grande banco de areia, dando muito trabalho para tirá-la.

O almoco desse dia foi no alto de uma enorme duna de areia no meio de uma das retas da Panamericana. Subimos as motos ao topo e preparamos nosso almoco no meio do deserto tendo como vista uma infinita reta e toda a magnitude do deserto.

Ao longo do  trecho que a Panamericana acompanha o Pacífico parece haver um velado tratado entre as gigantes dunas do deserto e o oceano. As dunas chegam até o limite da estrada e tao logo termina a rodovia ja comeca os costoes. É como se essas duas gigantes forcas da natureza permitissem a nós simples mortais o uso de um território neutro nesta disputa de espaco. O impacto visual é assombroso. Voce olha a direita um mar belíssimo e a esquerda uma ameacadora duna de areia de mais de 200 metros de altura.

Ali seguimos maravillados até que a rodovia vira a esquerda e entra novamente nos desertos. Foi um dia com muitas retas no meio do deserto com pouquíssimo tráfego de veículos. Ao fim da tarde atingimos Tacna, a ultima grande cidade do Peru antes da fronteira. Seguimos para a mais rigorosa fronteira até o momento. Fizeram nos abrir os baús tirar as roupas de dentro das bolsas, passaram a bagagem no raio-x e tudo mais. Passamos por isso duas vezes, na saída do Peru e na entrada do Chile, isso a menos de 500 metros uma aduana da outra. No primeiro cambio no Chile ja percebemos que o custo da viagem aumenta bastante em terras chilenas. Um dolár aquí vale 550 pesos chilenos e para se te ruma Idéia, uma coca cola aquí custa próximo a 2 U$. Que saudade da Bolívia.

This entry was posted in Diário de Bordo. Bookmark the permalink.

5 Responses to 15º dia. Atico a Arica (Chile). 680 km

  1. Juliana P. says:

    Essas praias desertas devem ser realmente lindas, ainda mais com um oceano como o Pacífico, inimaginável! Parabens pelas fotos, pelos relatos, pela coragem e principalmente pela determinação de vocês. Fiquem com Deus, sempre!

    ps: saudades, bonotto :)

  2. Marcos Papatrilha Motos says:

    É isso aí galera, está muito show de bola acompanhar este desafio, parabéns aos 2 (Vavá e Bonotto) por toda estrutura montada, todos estão acompanhando e até parece que estamos junto de voces com uma moto, continuem assim , um abraço !

  3. Marcia Cowin says:

    Ontem, 27.10.09, minha familia e eu estavamos viajando em San Pedro de Atacama, e justo antes de chegar a Toconao, vi duas motos com a nossa bandeira e como sempre meu coraçao começou a bater mais forte. Tentamos seguir os dois motoqueiros mas a agilidade deles para podar uma caravana de 10 carros era maior que a nossa. E nao consegui tirar nem uma foto. Pasando Socaire, a caminho de uma das muitas lagoas da area, nao é que os encontrei, parados adimirandoa paisagem. Sem pensar duas vezes parei, me introduzi e tive o agradavel prazer de cumprimentar o Vava e o Bonotto. Infelizmente nos nao tinhamos tempo para chegar ate a lagoa. Vou esperar as fotos deles para saber o que perdi.
    Boa viagem e esquentem aquelas maos que estavam geladas.

  4. candoca says:

    fala cumigo vavá…..legal

  5. tony says:

    babaridade. minha salgadeira está com
    muita saudade, disse ela. como ele fas falta
    como ele gosatava do romeu e julieta
    hehehehe abraços vava e benoto de familia tony

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>